quarta-feira, março 15, 2006

Malone está a morrer

No velhinho gira-discos ouvia uma criteriosa selecção dos discursos de Charles De Gaulle e das melhores canções de António Calvário, ao mesmo que tempo que recordava, na sua cadeira de baloiço, as memórias baralhadas da infância dos outros.

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home