quinta-feira, maio 24, 2007

O Quase

Santana Lopes falou à comunicação social para dizer que quase se candidatou à câmara de Lisboa. A ideia passou-lhe pela cabeça, mas não se concretizou. Não tentou sequer, mas pensou nisso. Esteve lá perto. Houve um ameaço. Faltou-lhe um bocadinho assim. Um cagagésimo mais e tinha sido. Podia ter-se candidatado? Podia. Porquê? Porque sim. E candidatou-se? Não. Porquê? Porque não. Mas foi quase.

Depois de Vitalino Canas, com os comunicados a dizer que não tinha nada para dizer, temos Santana, o Quase Lopes.

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home